3 sinais de que você pode ser um comprador compulsivo

Sabemos que é natural todo mundo gostar de gastar um pouquinho além do necessário, com lazer, peças para renovar o guarda-roupa, presentes e demais conveniências no dia a dia. Afinal, na medida do possível, devemos ter sempre uma porcentagem do salário para gastar com estas coisas mais voltadas ao estilo de vida, ao entretenimento, diversão ou qualquer outro fator correspondente.

No entanto, quando este hábito se torna exagerado, a pessoa se torna um comprador compulsivo. E quando ela adquire esta característica, algumas consequências desagradáveis ou prejudiciais ao bom equilíbrio da vida financeira também podem surgir.

Por isto, neste post trazemos algumas informações importantes sobre este tipo de comportamento e também algumas dicas para quem quer tratar o problema. Confira já!

As pessoas passam a adquirir itens sem necessidade

Algumas pessoas adquirem itens compulsivamente. E isso não é apenas por necessidade de algum item ou ainda porque de vez em quando lhe surge o interesse por algum produto diferente, que não seja obrigatoriamente essencial em sua rotina.

Ela não consegue distinguir entre a necessidade e a compulsão

A síndrome se manifesta quando a pessoa já não consegue mais, em seu perfeito juízo, discernir sobre a necessidade ou não de comprar determinado produto, agindo por impulso. Isso pode fazer com que ela adquira muitas coisas que nem sempre terão utilidade, gastando todos os seus recursos, e ainda assim, muito provavelmente, não conseguindo se sentir satisfeita. Quando vê ou sempre que vê algum produto que lhe acione a compulsão, a pessoa comprará, mesmo que depois se arrependa.

Portanto, alguns dos principais sinais são estes: a pessoa só se sente temporariamente bem se comprar alguma coisa, a pessoa compra sempre excessivamente quando se sente nervosa ou preocupada (ou seja, gastar é como uma forma de aliviar a tensão) ou surgimento de problemas sérios de ordem financeira, tais como dificuldades na manutenção da família.

O hábito de comprar se torna uma doença

Hábito, como sabemos, é aquilo que costumamos fazer todos os dias ou sempre, com muita frequência. Comprar algo (nem sempre necessário) com certa habitualidade, por exemplo, pode ser até normal. No entanto, quando este hábito se torna excessivo, a ponto de prejudicar a vida da pessoa, tomar-lhe muito tempo ou influenciar em demais aspectos de sua vida pessoal, como em seus relacionamentos, por exemplo, é algo prejudicial. A pessoa não consegue mais se controlar a ponto de novamente ponderar sempre antes de realizar a ação, então podemos dizer que se tornou uma doença.

O hábito não traz maiores complicações para a vida. Entretanto, a doença, por sua vez, é capaz de causar sofrimento, descontroles com sérias consequências (exemplo: gastar todo o salário com supérfluos e não ter como arcar com o restante das despesas do mês) e até grandes perdas.

Por isso, quando uma pessoa desconfia que se tornou um comprador compulsivo, é necessário procurar ajuda a fim de restabelecer seu equilíbrio e poder de tomada de decisão a respeito de uma compra ou não, agindo pela razoabilidade e menos pela compulsão que lhe transtorna o emocional.

As formas de tratamento

O tratamento indicado para este caso pode ser clínico. E também pode contar com apoio de especialistas que consigam orientar esta pessoa, mostrar-lhe o conceito de dinheiro, gastos e como o planejamento financeiro pode ajudar bastante em sua vida, mostrando que, para isso, poupar e pensar sobre os gastos é preciso.

É importante conscientizar a pessoa que sofre desta síndrome de que ela precisa de ajuda para discernir quando é necessidade ou vontade e quando é compulsão, pois é um desafio lidar com um “mal necessário”. Diferentemente de vícios como jogos ou drogas, não é viável abrir mão do ato de compra na rotina de uma pessoa. Portanto, não há como adotar um comportamento de evitar, mas sim de controlar. Por isso, a ajuda de um profissional especialista em coaching financeiro, por exemplo, pode ser crucial!

E então, você já sabia o que era um comprador compulsivo? Desconfia que seja um? Que tal ler este outro artigo para descobrir se você é um shopaholic.

 
Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 9 61107847

(21) 9 69389672

(11) 3230-2238


Suporte ao Aluno:

(11) 9 3024-0660

[email protected]

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top