Capital financeiro – Você sabe o que é isso?

O capital financeiro é um conceito muito discutido no mundo atual. Esse tipo de conhecimento é essencial e válido não apenas para os profissionais da área, mas também para pessoas comuns.

E você, não sabe o que significa capital financeiro? Está na hora de aprender em detalhes por meio do conteúdo a seguir. Assim, você tira as suas principais dúvidas e entende melhor o mercado. Acompanhe!

Capital financeiro.

Afinal, o que é capital financeiro?

O conceito de capital financeiro pode se apresentar como difícil para muitas pessoas. Entretanto, na realidade, ele é bem simples de entender. Será que você tem capital desse tipo? Vai depender de pessoa para pessoa e da sua forma de investir no mercado.

Sem mais delongas, o conceito se refere à quantia de dinheiro que você tem em banco, somada ao capital de produção da sua empresa ou mesmo o seu capital como pessoal física. Vamos entender de modo mais aprofundado.

O dinheiro que você tem em banco pode estar em uma conta corrente, como é mais comum, em uma poupança ou até mesmo na conta de terceiros. Independentemente de detalhes, é o dinheiro que você usa mensalmente ou que você junta em uma instituição financeira.

Já o capital de produção é tudo que você recebe por meio de uma transação feita em instituições, como os próprios bancos ou corretoras. Esse é aquele dinheiro que não é físico de imediato, e que muitas vezes está circulando pelo mercado.

Pareceu complicado? Vamos entender como esses conhecimentos se aplicam no caso de empresas, mas também no caso de pessoas físicas.

Capital em empresas

O capital financeiro é um dos recursos mais importantes para garantir o crescimento saudável de uma empresa. De forma geral, podemos entender desse modo todo o capital circulante, que é investido em processos corporativos e retornado ao dono da quantia.

Em termos mais práticos, no cotidiano de uma empresa, você teria todos os valores que estão em contas bancárias dos mais diversos tipos, somados a todas as transações. Essas transações podem ser financiamentos, investimentos, aplicações, empréstimos, entre outros.

Como você pode notar, esse dinheiro de transações não é fruto direto da produção da empresa, e serve como um modo de auxílio. Como mencionamos, essa é a forma mais eficiente de obtenção de recursos hoje em dia.

Capital para investidores

O capital financeiro para investidores é um pouco diferente pelo simples fato de que a pessoa física não é uma empresa. Você não recorre ao mercado para financiar as suas compras de forma direta, pois elas não vão gerar um lucro retornável.

Por conta dessa característica, quando falamos da pessoa física, o conceito se concentra em quantias de dinheiro disponíveis em banco, somadas a todos os tipos de investimentos e aplicações feitas em nome desse indivíduo.

Esse dinheiro não precisa estar em mãos. Como falamos, ele pode estar atrelado a um investimento que só poderá ser retirado em 2 anos, por exemplo. Não tem problema, pois o capital ainda assim é seu.

Benefícios de ter um bom capital

Esse conceito de capital é extremamente importantes, principalmente para empresas. Por que isso ocorre? É o que vamos destacar para você a seguir.

Períodos de crise

A primeira das situações em que ter um complemento da sua renda é essencial são exatamente os períodos de crise. Sabemos que uma empresa em seus melhores anos não gosta de pensar nessa possibilidade, mas essa é uma necessidade prioritária.

Muitas corporações quebram em momentos de crise exatamente por não possuírem quantias em circulação, ou seja, fora da conta do banco. A receita que vem da venda de produtos não é associada a transações internas da empresa, e por isso, não podemos contar exclusivamente com elas.

Quando você escolhe ter um investimento, está assegurando recursos se a receita diminuir. Assim, quando todos estiverem quebrando, você poderá sobreviver e se sustentar.

Uma associação pode ser feita também com a pessoa física. Afinal, podemos quebrar da mesma maneira de uma empresa. Se isso ocorrer, a porção de transações do capital está ali para que você possa se sustentar, pelo menos até repor a quantia em banco.

Expansão

É claro que os fundadores de qualquer negócio precisam entrar com um capital que está mantido no banco para começar as operações. Como pontuamos anteriormente, entretanto, essa não pode ser a sua única opção. Se isso ocorrer, você não vai poder começar nos primeiros meses operando no vermelho, como é o cenário comum.

Por isso, o capital composto dessas duas partes é importantes. Você vai investir no mercado, conseguir o dinheiro para financiar processos e retornar com o lucro para devolver esse dinheiro à fonte com juros.

E aí, deu para entender direitinho como funciona o conceito de capital financeiro? Ficou com alguma questão em mente? Não hesite em deixar o seu comentário abaixo!

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.

 
© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top