Como organizar as finanças para sair do vermelho?

Saber como organizar as finanças já não é simples. Quando você está no vermelho, essa pode ser uma das situações mais estressantes do cotidiano, pois envolve a possibilidade de não se recuperar. O primeiro passo é acreditar que você pode se organizar e reverter a situação.

Mas como isso vai acontecer? Como você vai conseguir recuperar a qualidade dos seus rendimentos? Em suma, como organizar as finanças? A maioria acaba tendo momentos complicados em relação a esse aspecto.

É por isso que vamos te ajudar com o conteúdo que separamos. Assim, você entende como organizar as finanças de maneira rápida e prática, realmente revertendo a situação e recuperando a saúde financeira que tanto prezamos hoje em dia.

Observe nossas dicas!

Como organizar as finanças

Faça uma análise financeira completa

O primeiro ponto para saber como organizar as finanças e fugir de dívidas é entender o que está ocorrendo com a sua saúde financeira e com a sua conta bancária.

  • Você está gastando mais que do deve, com que tipo de consumo?
  • Essas coisas são essenciais?
  • Onde você pode cortar gastos?

São essas e muitas outras perguntas que devem ser feitas na hora de entender mais sobre o problema. Não se esqueça de analisar todos os seus rendimentos de meses posteriores, assim como os seus gastos médios.

É essencial entender mais sobre o que está te impedindo de pagar essas dívidas no momento. Você realmente não tem condições ou está deixando para depois? De qualquer forma, podemos reverter o quadro.

Compute e organize todas as suas dívidas

Agora que você já sabe mais sobre a sua vida financeira, o próximo passo para saber como organizar as finanças é entender sobre as dívidas em si. Isso significa que você precisa verificar quais são as suas dívidas mais complicadas, e o que as gerou.

Se você está no vermelho por conta de uma grande quantidade de fatores, é interessante fazer uma análise detalhada de cada um deles. O exercício serve para que você possa remontar as suas ações que desencadearam um problema financeiro.

Desse modo, além de evitar que os episódios se repitam, você ainda consegue traçar um curso mais elaborado para acabar com a questão. Organização nunca é demais, principalmente quando estamos falando de dinheiro.

Priorize as dívidas mais urgentes

Atividades como organizar suas finanças precisam de muito planejamento e isso ocorre principalmente na porção prática do trabalho.

  • Como escolher qual das dívidas quitar primeiro?
  • Como fazer para organizar todas elas?

Nossa dica é simples: comece pela mais complicada, seja por ser a maior delas, ou por estar com você por maior período de tempo, ou pela empresa ser menos flexível, entre outros casos. Você deve eleger uma delas para dar prioridade.

Se quiser, pode fazer uma ordem de pagamento para cada uma das dívidas. Não se esqueça de colocar informações como datas e quantias de dinheiro que você está devendo.

Na hora da cobrança, esses dados vão ser necessários também para que você não fique sem dinheiro depois de fazer um pagamento.

Tente renegociações

Os conhecimentos sobre como organizar as finanças giram em torno, também, das renegociações com as empresas para as quais você está devendo.

Você pode tentar essa estratégia como um meio de não precisar pagar a quantia, se ela for muito alta.

Não há um sistema de regras para renegociações. Geralmente, as empresas priorizam as pessoas que não possuem condições de pagar, e que possuem dívidas grandes. Também pode ocorrer de a empresa selecionar um período do ano para dar um desconto a todos os devedores.

Mas tome cuidado, pois você não pode contar com isso. Pode ser que a empresa conceda a negociação ou pode ser que ela seja bastante inflexível. Essa é apenas uma alternativa que deve ser estudada para diminuir a sua dívida final.

Cuidado com os parcelamentos

Parcelar dívidas é algo que muitas pessoas fazem. O que elas não sabem, é que essa é uma opção extremamente nociva para a saúde financeira do devedor. O parcelamento envolve vários fatores, como a cobrança de juros grandes.

Se você ainda está em dúvida, pense que a sua dívida pode se alargar muito com o parcelamento. Você ficaria com uma série de cobranças para pagar, que se acumulam. Isso já pode se transformar em uma dívida por conta própria, uma vez que você perde o controle sobre o acúmulo de parcelas.

O que muitas pessoas fazem é parcelar em vários meses, ou até em anos. Se você notar, o valor final que pagará é muito superior ao valor da dívida, por conta dos juros.

Junte dinheiro de emergência

Agora que já sabe um pouco mais sobre organização de finanças para fugir da dívida, é interessante entender um pouco mais sobre como você pode evitar que isso ocorra. Ficar no vermelho é uma das piores situações financeiras, mas há como contornar isso.

Primeiramente, você precisa de dinheiro de emergência. Não há alternativa: se você quer qualidade, precisa de segurança. Por que não investir as quantias que você gasta, mas não precisava necessariamente gastar? Por que não poupar de maneira independente, se não quiser investir?

Existem várias opções para reservar um dinheiro de emergência e você ainda pode faturar com isso. Mas não se esqueça: antes de pensar em poupar, vamos traçar um plano e resolver a sua situação.

Se planeje para não entrar no vermelho de novo

Quando falamos de traçar um plano, estamos incluindo de tudo nesse processo: a sua situação depois de quitar as dívidas, o seu rendimento e da família, os seus gastos e de dependentes, o dinheiro de emergência, entre outros fatores que fazem a diferença.

É importante manter esse planejamento atualizado. Assim, você não corre o risco de se confundir com as suas finanças quando algo se modificar na vida financeira da família.

Pode ser um planejamento no computador, para que a tarefa se torne mais prática. O essencial mesmo é que essa relação esteja traçada em algum local, para que você não se perca durante a sua trajetória.

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.

 

Fale Conosco

(11) 3181-0610

(11) 9 5754-3265

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top