Conceito de finanças - Quais são eles? - Roberto Navarro

Conceito de finanças – Quais são eles?

Entender o conceito de finanças é a saída inteligente para quem precisa investir com segurança em seu próprio negócio. Se você está começando agora, não se preocupe.

Para sua sorte, a maioria dos conceitos é de fácil compreensão. Separamos os principais deles para você.

Acompanhe a seguir!

Conceito de finanças

O que é um conceito de finanças?

Entender o que é o conceito de finanças não exige muita profundidade na compreensão do mercado. Na verdade, a ideia em si é bastante ampla.

Um conceito é criado para ajudar na gestão de qualquer negócio. Ele pode ser usado para planejar ou medir os ganhos e gastos. Muitas vezes, você precisa estudar esse tipo de ideia antes de começar a investir. Assim, começa sabendo o que pode e o que ainda não pode fazer.

Agora você já sabe! Se quer gastar com consciência, responsabilidade e sabedoria, é indispensável conhecer alguns conceitos.

Chega de teoria e vamos para a parte prática. Abaixo, selecionamos uma lista de conceitos essenciais.

Comece a planejar o seu negócio ainda hoje e veja se há possibilidade de crescimento.

Capital inicial

O capital inicial é um conceito de finanças importante para avaliação das condições de início de um negócio. Muitos empreendedores despreparados começam a estruturar uma empresa sem fazer esse cálculo anteriormente.

Esse tipo de atitude acaba causando um aumento nas chances de falência. Afinal, você pode facilmente necessitar de um capital que não está disponível. O serviço fica incompleto e sua marca perde em qualidade.

Não quer correr esse risco? Faça um bom cálculo do capital inicial. Você precisa reunir todas as despesas necessárias para entrar em funcionamento no mercado. Assim, conheceremos a quantia para investir seguramente.

 

E o que considerar nesse cálculo? Algumas opções são:

  • Investimentos em espaço físico
  • Funcionários da equipe inicial
  • Qualquer tipo de equipamento para produção
  • Registro de sites
  • Criação do primeiro estoque

Custos fixos

O conceito de finanças chamado de custo fixo é usado para calcular as despesas obrigatórias do seu negócio. São aquelas cobranças necessárias todos os meses, para que o funcionamento da companhia se mantenha.

Esse tipo de custo pode variar, mas geralmente existem alguns conceitos similares. É claro que se você possui uma empresa física, os custos fixos aumentam em relação aos negócios online.

E quais são eles? Podemos citar alguns para você:

  • Impostos de qualquer natureza
  • Contas bancárias, como cobranças por luz e água
  • Pagamento de funcionários
  • Assinaturas digitais
  • Aluguel, se for o caso

Custos variáveis

Os custos variáveis fazem parte de um conceito de finanças contrário aos custos fixos. Eles são usados para descrever aqueles pagamentos que não ocorrem todos os meses, nem de forma regular.

Mais uma vez, o mesmo se aplica aqui: se você precisa manter um espaço físico, deve deixar mais capital para custos variáveis.

Essas despesas exigem um pouco mais de controle e planejamento. Enquanto podíamos contar com a cobrança de custos fixos, aqui não ocorre o mesmo. Por isso, você precisa pensar em cobranças variáveis, antes de planejar os gastos do próximo mês.

Conheça alguns deles aqui:

  • Reformas estruturais no espaço
  • Compra de decorativos ou móveis de qualquer natureza
  • Possíveis parcerias de curto prazo
  • Cobertura de imprevistos e acidentes
  • Preparo para períodos de crise no fornecimento, se estivermos falando de lojas
  • Manutenções em equipamentos

Fluxo de caixa

O conceito de finanças chamado e fluxo de caixa diz respeito as entradas e saídas de dinheiro em um determinado período de tempo. O registro de receita e despesa pode ser feito de maneira diária, semanal, mensal ou até semestral. A escolha varia com a necessidade de organização do orçamento do negócio.

Para ter um registro completo, uma boa ideia inicial é investir em planilhas. Porém, com o crescimento das operações, um sistema de gestão financeira se torna essencial. Não é possível registrar tantas entradas e saídas se a quantidade de vendas começar a aumentar. E essa é a tendência de todo negócio em expansão.

O que podemos aproveitar da medida de fluxo de caixa? Você vai ter uma ideia de quanto ganhou em relação ao que gastou. Pode ser que, no período de um mês, o faturamento seja grande. Porém, se os gastos são exagerados, a empresa pode estar em um momento pior do que aparenta.

Por isso, é importante ter um excelente registro. Não se deixe enganar por opiniões superficiais. A gestão por fluxo de caixa é a saída para não ter erros na tomada de decisões.

Ponto de equilíbrio

O conceito de finanças chamado de ponto de equilíbrio sustenta uma relação íntima com as despesas empresariais. Afinal, todo negócio precisa ter rendimentos que ultrapassem os gastos, certo? É isso que o ponto de equilíbrio garante.

O cálculo é feito para definir quanto você precisa vender para cobrir despesas gerais. Esses gastos podem ser com materiais, custos variáveis, ou com impostos, custos fixos. Não há nenhuma restrição quanto à natureza da cobrança em si.

Mas cuidado! Muitas pessoas tendem a fazer uma confusão perigosa. O ponto de equilíbrio é um estado em que você não está em dívida, mas também não há lucros. As vendas acabaram de cobrir os gastos, então não há possibilidade de faturar.

É por isso que o objetivo de todo negócio deve ser ter uma boa ultrapassagem desse valor. Apenas por meio desse movimento, você garante o faturamento da empresa.

Margem de contribuição

A margem de contribuição informa o lucro obtido a partir da venda de cada produto, que será usado para pagar por custos fixos e variáveis da empresa. Quando calculamos esse valor para apenas uma mercadoria, podemos expandir a conta e verificar quantas unidades é necessário vender para conseguir cobrir todas as despesas.

Você pode obter resultados a partir do cálculo da diferença entre o valor de venda e a soma dos custos fixos e despesas variáveis. A fórmula fica desse jeito:

Valor de venda – (custos fixos + despesas variáveis).

Pronto! Agora você já tem o valor que precisa ser alcançado. A sua gestão financeira já está completa, e é possível começar a investir no seu sonho sem se preocupar.

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.

 
© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top