Organizar contas e poupar, é possível?

Muitas pessoas acham que organizar contas é uma das técnicas para poupar mais dinheiro. Se você conseguir manter uma organização, não quer dizer que o seu dinheiro começará a sobrar no fim do mês.

Entretanto, organizar contas de uma maneira eficiente é um dos primeiros passos para começar a poupar da maneira correta. Afinal, você não pode guardar um dinheiro que será útil ao longo do seu mês. Saber mais sobre os seus ganhos e gastos é essencial para programar uma rotina de poupança.

Para que você possa começar a perseguir seus sonhos, vamos te ajudar a entender como organizar contas e poupar. Assim, você não precisa mais quebrar a cabeça para guardar o pouco dinheiro que sobra.

Entenda melhor a seguir!

Organizar contas e poupar

Organizar contas e poupar é um caminho possível

Se você está na dúvida, aqui vai uma orientação importante: você pode sim organizar as suas contas e poupar com qualidade. Na verdade, como comentamos anteriormente, só é possível poupar com sabedoria se você conhece a sua conta, seus gastos e seus ganhos.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, nenhuma das duas tarefas é complicada. Organizar contas pode levar um tempo e parecer uma atividade repetitiva. Porém, depois de alguns meses de prática, você vai se acostumar.

O mesmo ocorre com a atividade de poupar dinheiro. Você se sentirá tentado a gastar aqueles 10% que estão parados, mas deve insistir em seus objetivos. O quadro melhora à medida que o hábito vai se tornando natural. O tempo que essa naturalização pode levar vai depender da pessoa. Você deve, para que guardar dinheiro se torne um hábito concreto, ser metódico nesse aspecto e não cair nas tentações.

Agora que você já sabe que essas atividades são totalmente viáveis, vamos te ajudar com algumas dicas. Entenda, abaixo, como você pode organizar o seu dinheiro e guardar uma quantia todos os meses.

Entenda mais sobre os seus gastos

O primeiro passo para organizar contas é saber como você gasta o que recebe. Para isso, o melhor método é trabalhar em uma planilha mensal dos seus ganhos e gastos. Você deve dividir os gastos em categorias, como transporte, alimentação e educação. Não se esqueça de anotar realmente todos os dados, até aqueles gastos que são menores.

É interessante dividir essas informações entre gastos fixos, aqueles que você precisa ter todos os meses, e gastos variáveis, aqueles que você não terá sempre. Assim, você pode mexer nas duas categorias separadamente.

Depois dessa etapa, você já pode começar a avaliar o seu rendimento.

  • Será que você está gastando realmente com o necessário?
  • O que pode ser cortado dessa sua planilha?

Muitas vezes, temos gastos desnecessários, que não observamos que mexem com a nossa conta.

Tenha objetivos acessíveis

Agora que você já sabe como a sua conta funciona, é importante ter alguns objetivos ao longo do caminho. É dessa maneira que você começará a organizar contas para poupar dinheiro. De fato, economizar sem saber a razão pela qual você está atuando dessa maneira pode influenciar a sua motivação. Quando você tem objetivos, a tarefa se torna mais simples.

Cuidado com os objetivos que você vai criar! Eles precisam ser alcançáveis para a sua condição financeira do momento. Se você quer viajar o mundo, comece definindo o primeiro lugar para onde quer ir, e em quanto tempo terá o dinheiro para fazer essa viagem.

É assim com a grande maioria das coisas que queremos, e que custam dinheiro: uma casa, um carro ou até uma festa de casamento. Lembre-se de calcular os objetivos em questão de tempo e verificar quanto você precisará guardar por mês para alcançá-los.

Cuidado com dívidas

Ter dívidas não te ajudará a poupar dinheiro. Na realidade, você deve organizar contas, verificar se existem dívidas e depois começar a guardar uma quantia por mês. As pessoas mais ansiosas pela realização de objetivos ignoram as dívidas e focam em poupar para realizar os seus sonhos.

Você deve sim ter a motivação de seus sonhos, mas não se esqueça de que as dívidas se acumulam. Quando você notar, aquilo vai ter virado um problema muito maior do que era no começo da sua organização. Por isso, se você está endividado, pague tudo que deve antes de prosseguir.

Se você não tem nenhuma dívida, o seu cuidado deve ser orientado para o pagamento das contas e despesas em dia. Em outras palavras, se você não tem dívidas, evite começar a ter no futuro.

Separe o dinheiro para guardar no começo do mês

Um dos erros mais comuns para quem quer poupar com segurança é deixar para separar o dinheiro no final do mês. O que acaba ocorrendo é que, quando estamos próximos do pagamento de um novo salário, o dinheiro que temos já está acabando.

Imagine que você decide separar 300 reais por mês. Ao final desse período, dificilmente existirão 300 reais sobrando ali. Gastamos muito em pequenas coisas quando temos dinheiro parado em conta, sem notar.

Nossa dica é simples e fácil de realizar: se você quer poupar esses 300 reais, separe no dia do pagamento. Assim, você pode seguir com as suas despesas como se aquele dinheiro já não estivesse disponível. O mesmo princípio deve ser usado para contas bancárias e pagamentos em geral.

Considere os investimentos

Será que é possível poupar e ainda ganhar dinheiro em cima disso? Claro que sim! É para isso que são usados os investimentos. Se você não quer apenas deixar o dinheiro parado, é importante considerar algumas opções para investir com qualidade e realizar os seus sonhos de forma mais rápida.

São diversos os tipos de investimentos que você pode escolher. Primeiramente, é importante avaliar a modalidade que se interessa. Existem investimentos mais seguros e mais arriscados, e você deve conhecer melhor o seu perfil de investidor.

Se você quer apostar no retorno, procure por investimentos de renda fixa, como Tesouro Direto. Se você quer faturar mais, mas aceita correr o risco de perder dinheiro, procure por investimentos de renda variável, como as ações da bolsa.

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.

 
© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top