Veja como fazer uma gestão financeira pessoal

casal vendo papéis e contando moedas
Para fazer uma gestão financeira pessoal eficiente é preciso começar a avaliar suas despesas e rendimentos mensais, conferindo sempre tudo o que entra e sai.

Saber administrar salário, dívidas, empréstimos e outras transações nem sempre é uma tarefa fácil para a maioria das pessoas — especialmente no Brasil, onde a educação financeira não está entre as disciplinas consideradas essenciais durante o processo de escolarização.

Mesmo que alguns indivíduos tenham facilidade em gestão financeira, ainda é muito comum que as pessoas tenham o pensamento errado de que saber administrar as finanças é um sinônimo de ganhar mais. O propósito da gestão financeira é manter a condição financeira estável e saudável sem correr riscos ou prejuízos por conta de uma crise, projetos em longo prazo ou itens supérfluos.

Em outras palavras, a gestão financeira é a capacidade de planejar, avaliar e direcionar medidas para organizar o dinheiro. Esta administração realiza um detalhamento de todas as despesas básicas e outros gastos, de modo a permitir que a pessoa tenha noção de onde está seu dinheiro e quais são seus principais gastos.

Como fazer uma gestão financeira pessoal

Para que a gestão financeira pessoal tenha efeito positivo, é importante levar em conta todos os gastos — inclusive os de pequeno porte. Dessa forma, é possível traçar um planejamento eficaz e avaliar o que realmente são gastos importantes e o que é desnecessário.

Comece a fazer avaliações de suas despesas e rendimentos mensais, conferindo tudo o que entra e sai. Identifique quanto você gasta com refeições, transporte, água, luz, telefone, internet, empréstimos e até com o lazer. Tendo uma vistoria geral de todos os custos, você poderá identificar algum custo não tão útil e reduzir ações financeiras que não valem a pena para você. Caso ache necessário, realize essa avaliação com o uso de planilhas ou tabelas, que darão melhor visibilidade do que está sendo feito.

O passo seguinte é abrir suas possibilidades financeiras.  Para isso, deposite uma quantia fixa a cada mês em uma poupança, invista na contratação de um seguro de vida, negocie créditos e quite dívidas com taxas atrasadas. Essas são algumas ações que podem ser tomadas para tornar o seu orçamento pessoal mais forte e mais resistente às crises financeiras ou momentos de dificuldade.

O grande macete da gestão financeira pessoal é conseguir controlar essas despesas e saber onde trabalhar nos campos que são mais necessários para receber reforço. Se for de mais ajuda, reserve parte da quantia que ganha mensalmente em um plano de reforma — seja para sua casa, para a troca do carro, para o investimento em um curso técnico ou qualquer outra necessidade com influências positivas futuras.

Imagem: © Depositphotos.com / AndreyPopov

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 9 61107847

(21) 9 69389672

(11) 3230-2238

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top