Como fazer seu planejamento financeiro?

Um bom planejamento financeiro é realizado com base em metas. Por isso, é muito importante ter os nossos maiores objetivos em mente. O que você deseja alcançar daqui um mês? E o que você deseja alcançar daqui 5 anos? 

Seja qual for o seu objetivo, podemos imaginar que ele passa por por ter uma estabilidade financeira. A partir de um planejamento detalhado você consegue multiplicar as possibilidades de concretizar os seus objetivos. 

Se você procura estabilidade financeira e quer começar a planejar seus gastos. Leia até o final e descubra como fazê-lo da melhor forma possível. Separamos algumas dicas fáceis de serem aplicadas. Dessa forma você pode começar o quanto antes. Vamos lá?

planejamento-financeiro

Tenha em mente seu principal objetivo

Você precisa concentrar naquilo que você obterá por meio do planejamento. Ter sempre em mente o que você quer alcançar vai potencializar as suas ações. Esta é uma forma de se motivar. Imagine que bom será quando você alcançar seus sonhos. Ter a vida que você sempre sonhou. Quanto antes você começar, mais rápido você chegará lá. 

É muito comum termos vários objetivos. Nessa fase, você inclusive, pode listá-los por ordem de prioridade. Pergunte-se “quanto vale esse sonho?” Na frente de cada um desses objetivos, coloque o valor de cada um. Assim ficará muito fácil saber quanto é preciso ter para realizá-los.

Defina um prazo para alcançá-los

Essa parte é muito importante para você ter uma expectativa de quando irá realizar o seu sonho. Por mais que pareça distante, estabelecer um prazo irá torná-lo mais alcançável. Após definir os seus objetivos e ter estabelecido o prazo, se comprometa. É impossível chegar a qualquer lugar sem comprometimento.

Dedique um tempo para analisar suas finanças

Se você tem um hábito de viajar, já perdeu um bom tempo planejando sua viagem. Isso porque você imagina como será cada detalhe dela. Por que com a sua vida financeira não pode ser do mesmo jeito?

Se você dedicar um tempo para planejar sua vida financeira, sua relação com dinheiro irá melhorar. Você tomará decisões muito mais conscientes. E assim como uma viagem, você terá um roteiro perfeito para colocar em prática na sua vida financeira. 

Evite gastar mais do que ganha 

Já notou o quão ruim é a sensação de receber o seu salário sabendo que ele está totalmente comprometido? 

Se você sofre desse sentimento todo mês chegou a hora de você mudar de atitude. Afinal, não há como obter resultados diferentes fazendo as mesmas coisas.

Esse raciocínio pode parecer simples e óbvio, mas a maioria das pessoas cometem esse erro. Segundo pesquisa da ANBIMA, apenas 33% dos brasileiros economizaram dinheiro no ano passado.

Acontece que quando essa prática se torna um hábito as dívidas vira uma bola de neve. A pessoa acaba entrando no cheque especial. Utiliza o cartão de crédito como se fosse uma renda. Termina esquecendo que a conta sempre vem. 

Ao invés de manter um hábito de gastar mais do que ganha, tente desenvolver o hábito de economizar. Começo pode parecer difícil, pode até parecer impossível. Mas com força de vontade pouco a pouco você consegue transformar este hábito. 

Segundo o psicólogo Jeremy Dean, autor do livro “Porque fazemos o que fazemos”, leva-se 66 dias para criar um novo hábito. Então, se você não tem o hábito de poupar, se force a isso por um tempo. Logo este hábito fluirá naturalmente. 

Uma estratégia que você pode aplicar para evitar o gasto desnecessário é se pagar primeiro. Separe uma parte do seu salário seja 10% 15% ou até 30% para investir. 

Uma boa dica é programar a sua conta para reservar esse dinheiro automaticamente. Encare como se fosse mais uma dívida essencial. Porém, uma dívida que irá melhorar sua vida no futuro. 

Crie o seu colchão financeiro

Nós já falamos muito sobre reserva financeira, ou colchão financeiro por aqui. Colchão financeiro nada mais é do que um dinheiro acumulado pode bancar suas despesas por um período. Caso perca sua fonte de renda, não precisa recorrer a um empréstimo. 

Você pode começar trabalhando com a quantia suficiente para 6 meses. Faça um levantamento no seu custo de vida mensal. Se você vive com R$ 5.000, multiplique esse valor por 6. Ou seja você precisa juntar R$ 30.000 para cobrir seis meses. Ao Alcançar esse montante de R$ 30.000, recomendamos que você dobre para 12 meses. Ou seja R$ 60.000. Assim você pode ficar mais tranquilo por até um ano. 

Faça um orçamento pessoal 

Cerca de 36% dos brasileiros não sabe o que gasta, é o que afirma pesquisa encomendada pelo SPC. Muita gente acha que sabe o quanto gasta. Mas só toma conhecimento disso após registrar toda entrada e saída. Orçamento pessoal pode dar uma diretriz da sua situação financeira. Ele ainda fará uma fotografia dos seus hábitos de consumo atuais. 

Acontece que você poderá saber exatamente o que cortar no próximo mês. Se você ver que foi três vezes ao cinema neste mês, por exemplo. No mês que vem você pode ir uma só ou simplesmente não ir. Se você viu que você gasta muito em restaurantes, você pode tentar fazer suas refeições em casa. Sabendo para onde está indo o dinheiro, você tem mais autonomia para mudar de estratégia. 

Diante desse levantamento se pergunte: “Será que dá para poupar um pouco mais?” 

Invista seu dinheiro conforme seus objetivos 

Uma vez determinado seus objetivos estabelecidos os seus prazos chegou a hora de investir. entretanto você precisa estar atento aos tipos de investimento relacionado a cada objetivo. 

Objetivos de até um ano, invista em produtos de renda fixa pós fixados.

Objetivos com prazo entre 2 e cinco anos, invista em títulos de renda fixa. Você pode incluir títulos atrelados à inflação e prefixados. 

Já para planos maiores superiores a 5 anos você pode estar montando uma carteira diversificada. Essa carteira pode conter títulos públicos, ações, debêntures, fundos imobiliários, entre outros. 

Quando você precisa para ter independência financeira?

Independência financeira é poder viver apenas com a renda passiva gerada por seus investimentos. Qual renda mensal seria interessante para você ter uma vida confortável? 

Imaginou, agora pegue esse valor e multiplique por 100. Multiplicou? Agora divida esse valor por 0,3%. 

Após definir isso você saberá o quanto precisa ter acumulado para ter esse rendimento todo mês. 

Reavalie seu planejamento

Mudanças acontecem, é por isso que cabe uma revisão do seu planejamento de tempos em tempos. O Ideal é que seja revisado no mínimo uma vez por ano. Mas você pode estabelecer prazos menores para ter ainda mais controle.

Existem uma séries de atitudes que você pode tomar ao longo da sua jornada da riqueza. Mas primeiro você precisa começar de algum lugar. Comece o quanto antes. A vida que você sempre sonhou, espera por você. Depende somente de você iniciar esta caminhada.

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 96220.1823


Suporte ao Aluno:

(11) 93024.0660
[email protected]

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.

Top