Conceito de finanças – O que é verdade e o que é mentira?

O conceito de finanças nada mais é do que um estudo de como as pessoas e as empresas fazem a administração, o controle e a alocação dos recursos dentro de um determinado período de tempo.

Para um bom andamento, o mercado financeiro necessita de profissionais que sejam qualificados e preparados para encararem novos desafios que uma economia globalizada tem para oferecer. E é essa economia que gera novos empregos ligados às mais diferentes áreas, como:

Finanças Empresarias – onde o profissional terá que atuar de forma significativa nas decisões das empresas, fazendo uso dos bens e direitos da empresa, planejando a sua gestão financeira;

conceito de finanças - O que é verdade e o que é mentira?

Análise de Investimentos – esse profissional trabalhará diretamente com os ativos da empresa. Ele tem como função primordial analisar de forma criteriosa todos os investimentos que são realizados e definir as políticas de proteção ao capital da empresa, analisando o atual momento, definindo com clareza para os gestores os riscos e as oportunidades que surgem;

Instituições Financeiras – esse tipo de profissional trabalha com bancos, seguradoras e instituições financeiras. Seu campo de atuação está relacionado a empréstimos, seguros, capitalização e previdência privada;

Finanças Internacionais – para atuar nesta área, o profissional necessita ter um profundo conhecimento em mercados internacionais, pois ele irá trabalhar com empresas internacionais, movendo rotinas que envolvem taxas de câmbio, empréstimos internacionais e diretrizes governamentais;

Consultoria em Finanças Pessoais (CFP) – esse profissional trabalha nas empresas, como empregado ou em cargos de chefia, podendo indicar como realizar orçamentos domésticos, financiamentos com bancos, escolhas de seguro e planos de aposentadoria.

Após uma breve análise do conceito de finanças, está na hora de verificar o que é verdade e o que é mito no conceito de finanças. Observe as situações abaixo e fique mais seguro quanto a qualquer movimentação relacionada ao conceito de finanças.

Mito

Pensar que o cartão de crédito é um inimigo

Você tem grandes possibilidades se de endividar por causa do cartão de crédito, muito porque os juros são os maiores do mercado financeiro. Mas o cartão de crédito não é um vilão das finanças, mas sim, é uma possibilidade de realizar compras de forma imediata, mesmo sem ter dinheiro em mãos.

O que você precisa fazer é ter um controle e equilíbrio nas contas.

O cartão de crédito oferece um valor limite, que geralmente é alto, mas isso não significa que você deva alcançá-lo todos os meses. Esse limite só deveria ser alcançado caso fosse utilizado para compras parceladas que fossem realmente necessárias e, ainda assim, com um bom preço dividido.

O conceito de finanças estabelece que o gasto com o cartão de crédito deva fazer parte do seu orçamento e ter um valor estipulado por mês para ser utilizado. E também, para o que ele deve ser utilizado.

O problema não está no cartão de crédito, mas sim, nas pessoas que não possuem o controle necessário e fazem compras compulsivas e descontroladas, que causam espanto quando a fatura chega.

Verdade

Um passo importante: o capital inicial

Esse é um importante passo para o conceito de finanças, pois o início de qualquer coisa, desde um novo empreendimento até o objetivo que adquiri algo, requer um planejamento, um bom planejamento.

Calcular o capital inicial, ou seja, o investimento inicial que será realizado, tem que ser feito depois de um estudo conservado sobre o mercado ao qual será explorado, assim como os recursos essenciais para dar início ao investimento.

Mito

Poupar dinheiro somente com o que sobre no final do mês

Uma vez que você aprende o conceito de finanças e planeja as suas, sabe que não existe nenhuma sobra no final do mês, pois tudo o que possui é devidamente calculado e dividido. Assim, você irá pegar o valor líquido dos rendimentos e dividi-lo de forma que as partes possam ser destinadas às contas de dentro de casa, às despesas, ao lazer e aos investimentos.

Assim, caso exista alguma sobra, este valor poderá ser destinado para o valor que será utilizado para investimentos.

Verdade

Você pode economizar mesmo estando endividado

Uma situação corriqueira, justamente porque a pessoa não aprendeu o conceito de finanças é ter dívidas e ter um alto valor comprometido para quitá-las. Com isso, acaba ficando impossível economizar. Mas isso só se faz válido se você acreditar que só é possível economizar quando sobre dinheiro.

O conceito de finanças, com o planejamento das finanças pessoais, inclui porcentagens diferentes para cada tipo de gasto, tendo um valor máximo para o aluguel dos imóveis, as contas básicas, o lazer e o destinado aos investimentos.

Isso significa que, você realizar o depósito de um determinado valor, de forma corriqueira, certa, sem intervalos, faz parte de uma obrigação financeira que você necessita ter. Dessa forma, você fica com esse valor comprometido e com a obrigação de não ser mexido, destinado integralmente para o tipo de investimento que você idealizou.

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 9 61107847

(21) 9 69389672

(11) 3230-2238

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top