Controle financeiro pessoal: veja 4 erros que você não pode cometer

desenho na lousa e cofre de porco com óculos
O controle financeiro pessoal é uma parte essencial para quem deseja ter um futuro tranquilo.

Ter um controle financeiro pessoal é indispensável para quem não quer se estressar com dívidas atrasadas e, ao mesmo tempo, deseja ter um futuro tranquilo. Para ter uma relação saudável com o dinheiro e não sofrer com a falta desse recurso, você deve adquirir alguns hábitos que tornarão o controle das suas finanças mais eficaz.

Além disso, é preciso abrir mão de alguns costumes que só atrapalham o uso do dinheiro e a geração de riqueza. Veja a seguir quatro erros que você não pode cometer no seu controle financeiro pessoal:

Erros comuns no controle financeiro pessoal

Não saber o quanto se ganha e o quanto se gasta

Quando uma pessoa vai a um hospital, é normal o médico fazer um diagnóstico que identifica o tipo de doença do paciente e, assim, receitar o melhor remédio para seu tratamento. Na execução de um controle financeiro pessoal, podemos usar essa mesma linha de raciocínio: para decidir onde cortará gastos ou avaliar oportunidades de ganhos maiores, você deve ter um diagnóstico das suas finanças. Para isso, é indispensável ter um registro de toda a receita e de todas as despesas.

Comprar por impulso e não considerar gastos sazonais

Adquirir produtos somente por desejo ou status e não por necessidade pode ser um “tiro no pé” do seu controle financeiro pessoal. O ideal é que você se programe para realizar uma compra. Ao juntar o dinheiro para fazer a aquisição, você poderá ter maior poder de barganha na negociação.

Além disso, na elaboração do orçamento, é importante se planejar para gastos sazonais, como documentação de veículo, tributos de imóveis, imposto de renda, entre outros.

Fazer o controle financeiro pessoal só quando a situação “aperta”

Muita gente só cuida realmente das finanças quando a situação está bastante complicada, com contas atrasadas e o nome incluso nas listas dos serviços de proteção ao crédito. Em muitos casos, o indivíduo até consegue quitar as dívidas, mas volta a ter problemas financeiros após um tempo.

Outro erro comum é aumentar os gastos na medida em que a renda se eleva. Para evitar esses equívocos, tenha em mente que o controle financeiro pessoal é algo para toda a vida. Procure utilizar essa ferramenta não como fardo, mas como um método de organização das finanças, que proporcionará uma melhor qualidade de vida.

Usar o crédito fácil como extensão do salário

As compras por impulso, com o tempo, podem virar uma bola de neve e fazer a pessoa se expor a situações que só aumentam as dívidas. Quem usa o cartão de crédito e o cheque especial como forma de “complementar” a renda, na verdade está aumentando a distância para uma vida financeira saudável.

Para ter um controle financeiro pessoal realmente efetivo, tenha em mente que, se você precisou utilizar o cheque especial, é sinal de que as suas contas não estão organizadas. Portanto, busque revê-las o quanto antes para chegar a uma situação de equilíbrio.

Além dessa lista de erros que atrapalham o controle financeiro pessoal, quais outros equívocos você acredita que só trazem prejuízos no uso do dinheiro? Deixe sua opinião aqui nos comentários.

Imagem: © Depositphotos.com / david_franklin

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 96220.1823


Suporte ao Aluno:

(11) 93024.0660
[email protected]

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.

Top