Dinheiro parado: saiba como e onde aplicar seu dinheiro

desenho de mão segurando bandeja com dinheiro
A melhor forma de aplicar o seu dinheiro parado é investindo em uma carteira diversificada.

Dinheiro parado na conta corrente é um péssimo negócio para você: trata-se de um capital imobilizado, que não proporciona qualquer tipo de rendimento. Por estar simplesmente disponível, ainda existe o forte risco de você acabar gastando esse dinheiro sem necessidade. Para evitar esse tipo de prejuízo, o ideal é que você faça uma aplicação financeira com foco em algum objetivo a médio ou longo prazo.

Especialistas em finanças recomendam fazer a alocação de ativos, ou seja: investir em uma carteira diversificada para controlar melhor os riscos do mercado financeiro. Com a alocação de ativos, o investidor consegue ampliar o capital de maneira mais segura ao invés de concentrar todo o dinheiro em um único ativo.

Como e onde aplicar seu dinheiro?

Poupança

A poupança ainda é a aplicação mais convencional, principalmente para quem não tem interesse em compreender como funciona o mercado financeiro e conhecer outras opções de investimento. Porém, o rendimento da poupança gira em torno de 0,5% ao mês, um valor considerado baixo quando comparado com investimentos de renda fixa.

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é uma aplicação rentável com liquidez diária, que paga 100% da variação da Taxa Selic (14,25%). Você pode vender os títulos a qualquer momento, mas é importante saber que sobre esta aplicação incide a alíquota do Imposto de Renda — sendo 22,5% se o resgate ocorrer antes de 12 meses e 15% quando o investidor resgatar o dinheiro após 24 meses. Existe também a taxa anual cobrada pelo agente de custódia, responsável pela negociação dos títulos do Tesouro Selic, de até 2%.

CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é outra aplicação de baixo risco. Sua taxa de retorno não corresponde a 100% da Selic, mas chega próximo a esse índice. O segredo é fazer uma aplicação em CDB a longo prazo para obter melhor rentabilidade. O CDB é tão seguro quanto a poupança, pois ambos contam com a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

LCA e LCI

O mercado financeiro oferece mais duas opções de aplicações, a Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA). A principal vantagem dessas aplicações é que ambas estão isentas do Imposto de Renda, além de estarem cobertas pelo Fundo Garantidor. Mas é importante pesquisar bem para encontrar instituições que pagam taxa superior a 90% do CDI. O prazo para resgatar as letras de crédito é de três meses.

Fundo Simples

Outra recomendação é investir o dinheiro em fundo simples, desde que a aplicação seja feita a longo prazo, para ser utilizada somente em uma situação de urgência. Não é necessário dispor mensalmente de um valor alto para investir em fundo simples. No entanto, se a taxa de administração for superior a 2%, o fundo simples não garante retorno financeiro superior ao da poupança.

Vale lembrar que o gestor do fundo simples aplica a maior parte do dinheiro dos investidores no Tesouro Direto ou em renda fixa. Sendo assim, se você tem tempo para administrar suas aplicações financeiras, convém fazer os investimentos sem intermediários para não arcar com a taxa de administração.

Imagem: © Depositphotos.com / jesadaphorn

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 9 61107847

(21) 9 69389672

(11) 3230-2238


Suporte ao Aluno:

(11) 9 3024-0660

[email protected]

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top