Educação financeira familiar, por onde começar?

Hoje em dia, está cada vez mais difícil administrar as finanças pessoais. As pessoas se encontram em situações que elas não têm resposta. Uma delas e sobre o orçamento: elas estão ganhando pouco ou as coisas que andam com preços elevados? Geralmente a resposta para esta questão fica sempre na primeira opção. As pessoas sempre acham e acharão que estão ganhando pouco, mesmo que sejam elevados os salários.

Mas o grande problema é que as pessoas não sabem administrar o seu dinheiro, e vivem apertadas porque não possuem um controle financeiro. E se essa questão é complicada quando você está sozinho, imagina quando levá-la para o âmbito familiar, onde toda a família precise participar da educação financeira familiar? A tarefa aparece como ingrata e extremamente difícil, não é mesmo?

Então, para que você jogue essa dificuldade para o outro lado e coloque em prática a educação financeira familiar, queremos que você observe os pontos que traremos a seguir e faça com que todos na sua casa participem da educação financeira familiar. E são todos mesmo, sem exceção.

A participação de todos é essencial para que a educação financeira familiar possa dar certo, pois de nada adiantará dois integrantes da casa seguirem à risca tudo o que for solicitado e os outros simplesmente esbanjarem, fazendo cair por terra todo o esforço.

É preciso conscientização e entendimento da importância da educação financeira familiar. Vamos saber como começar a colocar em prática a educação financeira familiar?

Educação financeira familiar, por onde começar?,

Educando financeiramente a sua família

Para alcançar o equilíbrio das contas é preciso que todos da sua casa estejam envolvidos na educação financeira familiar, pois somente dessa forma se terá resultados efetivos.

Para saber como começar a educação financeira familiar, observe os tópicos abaixo e coloque toda a sua família para ter uma educação financeira.

Organize as suas despesas

O primeiro passo da sua educação financeira familiar. É preciso ter consciência de toda a renda que a família possui, dessa forma, você irá colocar num papel o que a família arrecada e o quanto ela tem de despesa.

Contas como aluguel, condomínio, financiamento, supermercado, água, luz, tudo o que for de consumido. Até a bala comprada na lojinha do Senhor Zé.

Com isso, registro tudo o que for consumido. Até mesmo o sorvetinho depois do almoço. Comprou, anote tudo no final do dia. Dessa forma, você vai conhecendo o dinheiro que vai sendo gasto e você nem percebe. Mas não é só apenas anotar tudo o que você gastou. Existem diversos aplicativos, várias tabelas, que te ajudam a organizar as suas despesas. Faça uso deles, pois isso te ajudará a enxergar os lugares que a sua despesa é maior.

Planeje os seus gastos com antecedência

O início do ano é o momento em que a família possui as maiores despesas, isso porque diversas contas vêm ao mesmo tempo, é IPVA, IPTU, matrícula da escola das crianças, os materiais escolares, tudo isso remete a um grande sufoco e uma família que tenha educação financeira familiar não passará por isso.

E ela não passa por isso porque, com antecedência, ela se planeja e já deixa reservado o valor para esses gastos extras que o início do ano proporciona.

Mas, a educação financeira familiar não requer cuidar apenas das contas fixas. Existem momentos de lazer que também devem ser pensados e planejados com antecedência. Fazendo isso, você poderá comprar passagens mais baratas, conseguir ótimas hospedagens e pacotes de passeio com preços mais acessíveis.

Pense no seu bolso quando for gastar

Essa é uma das mais importantes informações nessa educação financeira familiar. Antes de comprar alguma coisa, analise se há necessidade real de fazê-lo. Não caia na tentação de comprar por causa de promoções imperdíveis e comprar o produto só porque o preço está mais em conta.

É de praxe, sempre na família tem uma pessoa que gaste mais do que as outras. Para que ela não saia comprando qualquer coisa, estimule-a a deixar o seu cartão de crédito em casa, fazendo uso apenas do dinheiro vivo. É certo que o valor da compra será bem menor.

E observe os gastos desnecessários que a casa anda tendo. Assim como os velhos hábitos, que teimam em aparecer a todo o instante. Você tem a necessidade de trocar de carro todo ano?

Crie metas de economia todos os meses

Quando você começa a educação financeira familiar, você precisa estipular quanto a sua família pode economizar por mês. Se a renda da família for fixa, é melhor especificar um valor mensal para ser poupado. Agora, se a renda da família for variante, você precisa criar metas de economia baseadas na porcentagem.

E a solução pode ser bem simples: se a prestação da máquina de lavar termina esse mês, por que não guardar o valor da prestação no mês que vem, em vez de trocar por outra prestação?

Afinal de contas, a educação financeira familiar não deve se restringir apenas ao controle de gastos, mas também em gerar dinheiro.

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 96220.1823


Suporte ao Aluno:

(11) 93024.0660
[email protected]

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.

Top