Minhas finanças não andam bem. O que posso fazer?

Você já deve ter pensado, em algum momento, a seguinte frase: minhas finanças não vão bem. Chegar a essa conclusão e admitir esse fato a você mesmo é algo mais complicado do que parece. Entretanto, é uma coisa que precisa ser feita.

Se você já conseguiu falar “minhas finanças não vão bem”, já deu o primeiro passo. Agora, basta saber como fazer para consertar esse quadro. Normalmente, essa é a parte mais complicada da tarefa de organizar de novo a sua vida financeira.

Para te ajudar, separamos algumas das melhores dicas, usadas por pessoas inteligentes que também lidam bem frente a essa mesma questão. Fique atento às orientações a seguir e não deixe de se orientar de acordo com os nossos passos.

Minhas finanças

Entenda em quais áreas você está gastando mais

Para começar, você precisa analisar os seus gastos mensais e descobrir onde que se encontra a sua falha. Se você está dizendo “minhas finanças não vão bem”, deve ter uma falha em algum processo relacionado a sua saúde financeira. Isso pode soar óbvio, mas as pessoas costumam atribuir o significado a outros fatores, como forma de negar.

Mas como começar a fazer isso? Aí que está! Não há uma maneira correta de começar a analisar os gastos para descobrir erros. Você só precisa entender mais sobre a sua vida financeira no geral. Pode ser que você tenha hábitos ruins, ou que o estilo de vida da sua família seja distante da sua renda. Para entender melhor, veja como você gasta e quanto você gasta por dia.

Observe os gastos dos outros membros da família

Quando eu admito que minhas finanças não vão bem, tendo a pensar que o problema está nos meus gastos. Naturalmente, esse é um dos caminhos mais corretos. Entretanto, isso pode não ser completamente verdadeiro.

Se você tem família, precisa computar e analisar os gastos coletivos também. Por isso, essa é a nossa segunda dica: entenda melhor e analise com qualidade gastos de outros membros da família. Para quem tem filhos, isso se torna ainda mais importante.

Muitas vezes, não medimos esforços para dar o que nossa família precisa. Isso pode acabar por prejudicar a nossa vida financeira, pois não estamos fazendo um controle efetivo. Se programe e dê a sua família o necessário, mas com parcimônia.

Tenha uma planilha de gastos

Para que você possa gerir todos os gastos da família e para que tome providências efetivas, vai precisar de uma planilha de gastos e entradas. Essa é a maneira mais fácil que eu encontrei para não ter mais que repetir que minhas finanças não vão bem.

Você pode escolher qualquer plataforma, mas sugerimos que você faça nas mais comuns, como o Excel. Assim, fica mais fácil alterar qualquer dado, adicionar valores ou até excluir alguma despesa. Você nem precisa se preocupar com a perda do arquivo, como ocorre em planilhas manuais.

Você pode organizar como quiser, dividir no tanto de colunas que precisar e fazer quantas categorias preferir. Você tem liberdade, desde que o arquivo seja organizado.

Veja onde você pode começar a economizar

Quando eu admito que minhas finanças não vão bem, claramente preciso encontrar uma saída. Mas não posso pensar nisso de qualquer maneira. É importante usar uma postura mais estratégica na resolução de questões que envolvem dinheiro.

Se você já fez uma planilha, fica mais fácil entender essa trajetória. A partir do seu documento organizado em categorias, analise qual delas você tem maiores gastos. Suponha que é a categoria de alimentação.

Agora que você já achou o ponto principal de atenção, basta entender melhor como você pode trabalhar nisso. Reflita: por que você gasta tanto com alimentação? Onde estão as suas falhas? O gasto é coletivo, para a família toda, ou é você quem tem passado dos limites? Pensar dessa maneira já vai te ajudar.

Experimente técnicas de economia

Com esses passos, eu já consigo ter mais segurança sempre que tenho que constatar que as minhas finanças não vão bem. Afinal, agora só precisamos decidir um caminho para melhorar esse quadro. Chegou a hora de agir efetivamente para economizar!

Para isso, você vai precisar de técnicas. E quais técnicas escolher? Vai depender de quais categorias estão te prejudicando mais. Você pode usar uma técnica mais agressiva e, por exemplo, largar todas as compras de comida que não estão incluídas no cronograma, de acordo com a situação de gastos com alimentação que já apresentamos.

Há, também, a opção de começar aos poucos, e tentar ir economizando em dias ou atividades estratégicas. O objetivo é conseguir, mais tarde, fazer uma economia maior.

Comece aos poucos

Sim, você pode começar a trabalhar nas suas finanças pessoais da forma que preferir, e adotar a postura que quiser. Entretanto, é importante se lembrar de que a tarefa pode ser mais complicada do que geralmente imaginamos.

Por isso, a nossa dica essencial é que você comece aos poucos. Começar com economias menores possui diversas vantagens, mas a principal delas é que você não sente o impacto inicial no seu estilo de vida.

Quando você começa aos poucos, pode ir se acostumando melhor a sua rotina de gastos e de ganhos. No futuro, isso pode se traduzir em uma adequação mais consciente do seu modo de vida a sua renda mensal.

Analise os resultados

Por fim, você precisa estar constantemente analisando os seus resultados e o seu progresso pessoal. Não vale a pena investir o seu tempo e seu esforço em uma grande tarefa dessas, se ela não se concluir com bons frutos.

Uma avaliação também te ajudará a saber se você está indo pelo caminho certo. Muitas vezes, pensamos que algo pode estar ferindo a nossa saúde financeira. Entretanto, na realidade, é outra coisa que está prejudicando os seus ganhos.

Não se preocupe, pois é comum se confundir nas primeiras tentativas de consertar a sua situação, principalmente quando se trata de algo delicado como o dinheiro. É importante continuar tentando cada vez mais, pois uma hora você vai acertar e acabar com todos os seus problemas.

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 3181-0610

(11) 9 61107847

(21) 9 69389672

(11) 3230-2238

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top