Pagar dívidas ou investir meu dinheiro?

mulher segurando dinheiro
Antes de investir o dinheiro, é de extrema importância priorizar o pagamento de suas dívidas para evitar possíveis problemas e taxas de juros excessivas.

Os investimentos financeiros trazem excelentes oportunidades para quem deseja obter lucros em longo prazo e alcançar a tão sonhada estabilidade financeira. Ao mesmo tempo em que os indivíduos buscam formas eficientes de fazer o dinheiro render, entretanto, é preciso saber olhar e cuidar de seu orçamento pessoal e das dívidas.

Para quem tem dúvidas se o mais interessante é investir ou pagar as dívidas, a resposta é: reveja sua intenção e prefira quitar suas dívidas antes de começar a investir. Apesar disso, vale ressaltar que a vontade de investir o dinheiro é totalmente válida, mas é importante priorizar o pagamento das dívidas.

Elimine as contas com grandes taxas de juros

O primeiro passo para eliminas as dívidas é lista-las detalhadamente, separando as maiores e mais pesadas das que são mais fáceis de eliminar. Priorize o pagamento das contas que possuem uma taxa de juros elevada e que causam grandes prejuízos quando sofrem atrasos. Em geral, essas contas são referentes ao pagamento do cartão de crédito, cheque especial do banco, crédito pessoal e financiamento de veículos ou imóveis.

Essas contas possuem taxas de juros que podem aumentar o valor da sua dívida em pouco tempo. Por isso, se você está em dúvida entre pagar dívidas ou investir, veja se não tem nenhuma dívida cara que possa ser quitada de uma vez. Em quase todos os casos, se você dispõe de dinheiro, a melhor opção é quitar as dívidas primeiro.

Organize todas as suas contas, de preferência da maior para a menor, e comece a pagá-las nessa ordem, respeitando as taxas de juros, o valor por mês e a quantidade de parcelas. Depois de eliminar as dívidas, você estará livre para investir seu dinheiro e a receita render por você.

Posso investir e pagar minhas contas ao mesmo tempo?

O mais recomendado é fazer uma coisa de cada vez, ou seja: não comece a investir seu dinheiro enquanto ainda possui dívidas com juros elevados atrapalhando seu orçamento. Isso é indicado porque grande parte dos investimentos, especialmente aqueles de baixo risco, possuem uma rentabilidade bastante inferior às taxas de juros que são cobradas por cartões de créditos, empréstimos pessoais ou financiamentos.

Isso significa que é muito difícil que você consiga ter uma rentabilidade que seja igual ou superior aos juros que você está pagando. Vale lembrar, entretanto, que sempre existem exceções, e é necessário avaliar cada caso separadamente.

Imagem: © Depositphotos.com / uelderferreira

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 96220.1823


Suporte ao Aluno:

(11) 93024.0660
[email protected]

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.

Top