Vale a pena fazer investimentos em ações da Petrobrás?

letreiro da petrobrás
Mesmo com os problemas envolvendo a empresa, especialistas afirmas que as ações da Petrobrás podem ter uma valorização de até 25%.

Durante muito tempo, a Petrobrás destacou-se como um dos principais sustentáculos do País. A companhia realizou grandes investimentos, sobretudo a partir da descoberta do Pré-Sal em 2006, ficando endividada ao mesmo tempo em que se capacitou com uma série de novos ativos, o que implicava em muita confiança em seus papéis no mercado de ações. Entre os anos de 2008 e 2013, a empresa registrou um lucro acumulado superior a R$ 140 bilhões.

Em 2014, porém, a menina dos olhos do Brasil começou a sofrer com a queda vertiginosa do preço do barril. O valor, que chegou a estar na faixa dos 120 dólares por barril, caiu para menos de US$ 50, preço registrado em janeiro de 2015. Além disso, a empresa foi apontada como uma das envolvidas na crise política brasileira, passando a estampar as notícias do País.

Toda essa situação fez com que as ações da empresa sofressem uma forte queda, saindo da casa dos R$ 36,00 para, atualmente, oscilar entre R$ 14,00 e R$ 16,00.

Vale a pena investir em ações da Petrobrás?

O que define a posição da Petrobrás enquanto investimento é, sobretudo, o cenário macroeconômico. Internacionalmente, existe um acordo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) para reduzir a oferta e pressionar para cima o preço do barril, que atualmente está em um patamar médio superior a U$ 50,00. Por outro lado, os Estados Unidos, responsáveis pela super oferta de petróleo, parece ter fôlego para manter a política de asfixia.

A boa notícia para os investidores é que a atual gestão da Petrobras é totalmente favorável, já que a capacidade de retorno de investimento em ações da empresa não está necessariamente ligada ao preço do barril, contanto que ele não se deteriore. A empresa, que teve um prejuízo de R$ 14,8 bilhões em 2016, divulgou lucro de R$ 4,45 bilhões no primeiro trimestre.

Ainda que liquide ativos com descontos acentuados, o fato é que a liquidação de ativos é a política atual, gerando, com isso, fluxo de caixa. Não se deve ignorar nessa equação a recuperação do preço do barril, que aconteceu a partir de 2016, quando iniciou o ano literalmente no fundo do poço.

Com isso, o endividamento bruto da Petrobrás caiu dos R$ 450 bilhões registrados em 2015 para R$ 364 bilhões, em 2016. Além disso, o crescimento da geração de caixa operacional foi de 9%, as despesas com venda, recursos humanos, administrativas, gerais, com vendas e gerenciais caíram.

Todos esses dados positivos estão relacionados à saúde financeira da empresa, que ainda é considerada delicada. Porém, a empresa tem grande potencial para melhorar o fluxo de caixa nos próximos meses.

Investir ou não investir?

Esta não é uma pergunta que pode ser respondida de maneira definitiva. Alguns especialistas sustentam que as ações da Petrobrás têm potencial de valorização de até 25%, o que levaria o preço a R$ 19,00.

Por outro lado, o futuro da Petrobrás está diretamente ligado à política do País, que está com a situação bastante indefinida. Por isso, a decisão de investir ou não cabe a cada investidor, que deve pesquisar o mercado financeiro de maneira profunda e estar sempre atento às variações apresentadas.

Imagem: © Depositphotos.com / dabldy

Compartilhe:

Envie sua mensagem e ligamos para você.

Formulário específico para quem deseja uma Vida Financeira Abundante e Próspera.




 

Fale Conosco

(11) 9 61107847

(21) 9 69389672

(11) 3230-2238

Mapa do Site

© 2016 Instituto Coaching Financeiro. Todos os direitos reservados.
Top